CEMPRE INFORMA MAIS

Buscador on-line para contratação de catadores

“Sempre me sensibilizei muito com a realidade dos catadores e foi usando um buscador de funcionários que estão lotados em outras gerências na minha empresa que surgiu a ideia. Também me inspirei nos aplicativos de táxi. Achei que seria uma ótima solução cadastrar os catadores por bairro e, a partir daí, as pessoas passariam a ter acesso por telefone aos profissionais de sua região.” É assim que o contador Luiz Américo Paranatinga narra a origem, em março de 2013, do buscador on-line “Burro Sem Rabo” (o termo regional é usado, principalmente no Rio de Janeiro e em Minas Gerais, para nomear as carretas dos catadores), criado por ele em parceria com Layla Borghi e Bernardo Collet.

Funcionando como uma ponte entre os catadores e quem procura serviços de coleta seletiva, remoção de entulho, frete, mudanças e entregas, o buscador tem como principais objetivos aumentar a renda desses profissionais e fixá-los em bairros específicos. “Em geral, eles atuam de forma desordenada, rodando às cegas pelas ruas, em péssimas condições de trabalho e com ganhos reduzidos”, avalia Paranatinga. O site também faz a ligação com cooperativas para a retirada de materiais recicláveis, junto a grandes geradores de resíduos, mas seu maior alvo hoje são os catadores autônomos.

No endereço virtual, é possível identificar o catador ou a cooperativa por região ou bairro e fazer o contato direto por celular com os profissionais, sem nenhuma interferência ou mediação do site que funciona apenas como facilitador. O cadastro conta hoje com 150 catadores, sobretudo na Zona Sul e Centro do Rio de Janeiro, mas já há tratativas para sua expansão em direção a São Paulo, Niterói, São Gonçalo, Manaus, Belém, Salvador, Marília e Santos, entre outras cidades. Também está em desenvolvimento sua transformação em um aplicativo para smartphones que vai apontar o catador mais próximo (a exemplo dos apps para táxis), o que deverá aprimorar o fluxo de trabalho e permitir a melhor distribuição dos catadores em função dos locais com maior demanda.

Por enquanto, todas as despesas de criação e manutenção do site estão sendo custeadas por Paranatinga que também procura envolver voluntários (há uma aba específica na página para essa finalidade), na doação de celulares e carregadores para os catadores e para ajudar em sua inscrição no site. “Todos ganham com essa iniciativa. Para a sociedade, ela representa: maior segurança, pois temos foto, documentação e celular do profissional; maior garantia em relação à destinação correta dos resíduos, pois, caso recebamos alguma denúncia, o profissional é excluído; e melhoria no trânsito, pois buscamos fixar os catadores por região, otimizando seu raio de atuação. Já para os catadores, representa o reconhecimento de sua importância e o respeito que merecem, por meio do aprimoramento de suas condições de trabalho”, destaca Paranatinga.

De fato, José Eliésio da Rocha, catador há mais de doze anos e o primeiro cadastrado no site, garante que sua situação melhorou. “Ajudou muito! Hoje tenho bem mais serviço, de todos os tipos e vários clientes. Facilitou demais o trabalho e profissionalizou nossa atividade”, comemora.

Para saber mais: http://www.burrosemrabo.com.br/