CEMPRE INFORMA MAIS

Cempre recebe comitiva de Gana

No dia 22 de junho, a pedido da Embaixada de Gana no Brasil, o Cempre recebeu uma comitiva vinda daquele país para conhecer o modelo brasileiro de gestão de resíduos sólidos. Um dos primeiros compromissos na agenda do grupo foi entender o papel do Cempre na concretização da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) e na articulação dos diversos stakeholders do sistema.

Os 14 visitantes trabalham em uma empresa que atua na gestão de resíduos e saneamento de Gana e outros países africanos, operando diferentes modelos de parcerias público-privadas (PPPs), na coleta de lixo, limpeza de ruas e gestão de aterros, entre outros. Em sua palestra, Aline Paschoalino, analista de projetos do Cempre, falou sobre o trabalho da associação desde sua fundação, em 1992, traçou um breve histórico da criação da PNRS, destacou seus principais pilares (como a coleta seletiva, a responsabilidade compartilhada e a inclusão socioeconômica dos catadores) e abordou o desenvolvimento das cooperativas de catadores no país, a elevação dos índices de reciclagem e a questão da eliminação dos lixões.

“O modelo brasileiro vem atraindo a atenção crescente de outras nações e é uma grande satisfação compartilhar nossos conhecimentos e avanços na busca por resultados que vêm se consolidando pouco a pouco em todo o país”, destaca Aline. Após a apresentação, as perguntas dos participantes giraram em torno de aspectos específicos em relação ao processo de desenvolvimento da PNRS, à coleta seletiva dos recicláveis, ao papel dos diferentes stakeholders e à organização dos catadores em cooperativas.

Segundo Ernest Kusi, Gana está fazendo um amplo benchmark das melhores práticas em diversos países. Além do Brasil, grupos de especialistas locais estão visitando nações como Alemanha, Canadá, Malásia e Estados Unidos. “Queremos conhecer diferentes modelos e adaptar o melhor de cada um para nossa realidade. O Brasil é um grande exemplo e um dos aspectos que mais se destaca em seu sistema, e na atuação do Cempre, é a organização dos catadores que incrementa a qualidade de vida e os resultados do trabalho dessas pessoas.”

Ao final da apresentação, a empresária Rebecca Yandam ressaltou sua importância para ampliar os conhecimentos da comitiva sobre o funcionamento da coleta seletiva e da reciclagem no Brasil. “Nossa vinda busca exatamente intensificar esse contato para que possamos trocar ideias sobre como o sistema de coleta seletiva e reciclagem deve funcionar em nosso país. Um dos aspectos essenciais para nós é entender a criação e a execução da Política de Resíduos Sólidos brasileira, pois não temos uma legislação específica e sua promulgação é essencial para evitarmos os problemas ambientais que enfrentamos atualmente e aumentarmos a reciclagem em Gana.”