CEMPRE INFORMA MAIS

Plataforma faz a ponte entre a comunidade e catadores indianos

Uma parceria entre a Mindtree, fornecedora mundial de serviços de tecnologia, a Hasirudala, associação de catadores da cidade indiana de Bangalore, e outras dez organizações sociais possibilitou o desenvolvimento de uma plataforma - a “I got garbage” - voltada à melhoria das condições de trabalho dos catadores e à sua integração com as fontes geradoras.

Localizada no sul do país, Bangalore é a terceira cidade mais populosa da Índia. Assim como municípios dos mais variados tamanhos, em todo o mundo, enfrenta o desafio de gerir seus resíduos sólidos urbanos de forma adequada, o que passa pelo correto funcionamento da cadeia de reciclagem. Ao contrário do que deveria ocorrer, o que se vê localmente são catadores atuando de forma fragmentada, em condições perigosas e insalubres, em lixões, onde procuram separar os recicláveis não segregados na fonte. Segundo dados divulgados pelos criadores do “I got garbage”, essas condições de trabalho fazem com que a expectativa de vida de um catador indiano gire em torno de 39 anos (a média da população é de 66 anos, de acordo com o Banco Mundial), com uma renda diária de menos de um dólar.

A plataforma “I got garbage” coloca os geradores - divididos em casas, apartamentos/condomínios e escritórios - em contato direto com os catadores. Os moradores de casas recebem dicas de como realizar a compostagem dos resíduos orgânicos e podem fazer a doação direta dos resíduos secos. Condomínios aprendem a fazer a compostagem comunitária, podem contratar um catador e ainda doar seus resíduos secos. Os escritórios também podem contratar um catador e fazer a doação dos resíduos secos.

Além disso, o portal permite que todos os geradores conheçam o seu “waste footprint” - ou seja, saibam como lidam com seus resíduos. Para tanto, recebem a visita de um auditor voluntário que avalia seu posicionamento, estimulando melhorias por meio de dicas e informações. Caso o auditado consiga ficar abaixo do Gold Standard da comunidade, ele recebe um certificado “I got no garbage” que pode ser colocado do lado de fora de sua casa, apartamento/condomínio ou escritório.

“Nosso objetivo é valorizar o trabalho dos catadores e reduzir a existência de aterros e lixões. Com o lançamento do ‘I got garbage’, também estamos oferecendo uma oportunidade aos cidadãos de Bangalore para identificar soluções próprias para a gestão dos resíduos”, explicou Prashant Mehra, da Mindtree, na apresentação do sistema. Segundo Nalini Shekar, da Hasirudala, "a Mindtree criou uma estrutura que nos permite oferecer um trabalho mais digno aos catadores. Ao longo dos últimos meses, temos utilizado a plataforma e estamos vendo o impacto positivo da tecnologia.”

Para saber mais: http://www.igotgarbage.com/