ARTIGOS E PUBLICAÇÕES

IMPRENSA

11
MAIO/2010
Ministério do Meio Ambiente e CEMPRE firmam parceria

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE E CEMPRE FIRMAM PARCERIA PARA DIAGNOSTICAR RECICLAGEM DE ELETRÔELETRÔNICOS NO PAÍS.

São Paulo – 10/05/2010 - O Ministério do Meio Ambiente (MMA) e o Comitê de Eletroeletrônicos do Cempre – Compromisso Empresarial para a Reciclagem – lançam nesta segunda-feira, dia 10/05, o hotsite “Eletroeletrônicos”. Hospedado no site institucional da Ong Cempre (www.cempre.org.br), o hotsite será o primeiro canal do Brasil reconhecido pelo MMA a informar o consumidor sobre procedimentos necessários à logística reversa de produtos da categoria – ou seja, a devolução de produtos e aplicativos eletroeletrônicos já em desuso aos fabricantes para o descarte apropriado e sua reciclagem. Os varejistas e indústrias do setor que hoje formam o Comitê de Eletroeletrônicos do Cempre – Carrefour, Dell, HP, Intel, Pão de Açúcar, Phillips, Walmart, J&J, Casas Bahia e Procter & Gamble – colocam à disposição do consumidor no hotsite informações para a devolução de produtos como computadores, televisores, máquinas impressoras, celulares, entre outros. O hotsite “Eletroeletrônicos” integra as iniciativas do convênio assinado também nesta segunda-feira entre o Ministério do Meio Ambiente e o Cempre para a elaboração de um diagnóstico qualitativo sobre a reciclagem de produtos do setor no país. “O convênio tem o propósito de apoiar a formatação de políticas públicas para a reciclagem da categoria, um desafio que o Ministério do Meio Ambiente traz como uma de suas principais prioridades, em concordância com a regulamentação da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS)”, diz a Ministra Isabella Teixeira. Segundo o presidente do Cempre, Victor Bicca, a logística reversa espelha o conceito da responsabilidade compartilhada entre sociedade, governo e indústria pelo descarte correto e o reaproveitamento dos produtos eletroeletrônicos. “A Política Nacional de Resíduos Sólidos é peça fundamental para assegurar diretrizes sustentáveis para a reciclagem dos produtos eletroeletrônicos no país”.